Cirurgia Vascular

A especialidade de cirurgia vascular é direcionada ao tratamento dos vasos sanguíneos (artérias, veias e sistema linfático). Podemos explicar o sistema vascular e circulatório do corpo humano comparando com as vias de uma cidade – como se as veias fossem ruas e as artérias, avenidas.

Pensando a partir dessa comparação, é fácil compreender que, caso haja qualquer obstrução, o "trânsito" fluirá mal e poderá, até mesmo, ser interrompido.

Portanto, a cirurgia vascular é responsável por cuidar do sistema circulatório e de tudo que o envolve. Isso inclui o tratamento de doenças como aneurisma de aorta e aterosclerose. Contudo, é importante lembrar que os cuidados envolvendo coração são tratados por cardiologista e o cérebro é tratado por neurologistas.

Todavia, é bastante comum que esses especialistas atuem em conjunto com o cirurgião vascular em alguns casos específicos.

 

A cirurgia vascular mais comum é feita através de uma intervenção cirúrgica tradicional. Contudo, já existem novas técnicas que podem ser indicadas conforme a doença a ser tratada. Entre as novas abordagens da  cirurgia vascular estão

  • Laser

  • Radiofrequência

  • Escleroterapia com espuma e glicose

O tratamento de varizes ou pequenas obstruções, por exemplo, é feito através de pequenas incisões na pele. Através delas, o cirurgião extrai a artéria que apresenta problemas.

Nos casos de maior complexidade, onde o problema está em veias mais profundas, como as safenas, são necessárias incisões maiores para acessar o local da obstrução ou remover a artéria.

Para quais tratamentos a cirurgia vascular é indicada?

Uma vez que o corpo humano é totalmente preenchido por veias e artérias e que o sistema linfático desempenha um papel vital no organismo, existem diversas doenças que acometem essas áreas, e por isso a cirurgia vascular é uma especialidade tão importante.

Veja a seguir quais as doenças que requerem tratamento através da cirurgia vascular

As varizes estão entre as doenças vasculares mais comuns. Costumam ser uma condição hereditária, mas alguns fatores como sedentarismo, gravidez e obesidade podem agravar o quadro. Sua presença é incômoda e tende a causar dor, queimação e inchaço local.

A cirurgia vascular é a especialidade indicada para tratamento dessa condição, sendo esse o procedimento mais realizado na área. As intervenções visam recuperar a estrutura das paredes das veias das pernas e diminuir a dilatação anormal.

Os aneurismas são uma espécie de dilatação arterial, geralmente causada por doenças vasculares, traumas ou enfraquecimento da parede do vaso sanguíneo. Podem ser cerebrais, da aorta abdominal e da aorta torácica.

Dentro da cirurgia vascular, essa é uma das doenças consideradas de maior risco e urgência. Isso se dá porque a ruptura de um aneurisma pode ser fatal e levar o paciente à morte em pouco tempo.

A trombose ocorre quando há a coagulação do sangue dentro das veias, causando a obstrução do vaso. Esses casos são considerados graves, e podem levar à perda de um membro (amputação) ou causar embolia pulmonar caso um dos coágulos se desprenda e chegue ao pulmão. Por isso, a cirurgia vascular é recomendada para tratar dessas obstruções e melhorar o fluxo sanguíneo junto com o processo de coagulação.

Chama-se aterosclerose o acúmulo de gordura nas paredes das artérias, causando interferência na circulação sanguínea. Nesse tipo de obstrução, há um estreitamento do vaso, que afeta a irrigação dos órgãos. A aterosclerose é considerada uma condição grave, pois pode provocar a ocorrência de infarto e AVC (derrame cerebral).